Frequência

Flag Counter

domingo, 23 de abril de 2017

Entre o céu e a terra

Programa de diversidade religiosa enfocando o poder da palavra:
http://tvbrasil.ebc.com.br/entreoceueaterra

SERVO


Qual o significado da palavra “escravo”, “servo” nos originais? No Novo Testamento grego, a palavra mais usada é δουλος (doulos) que vem da palavra δεω (deo) que significada “atar um laço, prender, atar, prender com cadeias, lançar em cadeias.” A palavra δουλος (doulos), então, significa “escravo, servo, homem de condição servil, (metáf.), alguém que se rende à vontade de outro; aqueles cujo serviço é aceito por Cristo para estender e avançar a sua causa entre os homens. Assim, δουλος (doulos) é a palavra comum para escravo, alguém que está permanentemente em servidão, em sujeição a um mestre. Essa palavra grega possui alguns sinônimos:

θεραπων (therapon) é simplesmente alguém que presta serviço num tempo particular, algumas vezes como um escravo, mais freqüentemente como um homem livre, que presta serviço voluntário estimulado pelo dever ou amor. Denota alguém que serve, em sua relação com uma pessoa.

διακονος (diáconos) também pode designar um escravo ou um homem livre, denota um empregado visto em relação ao seu trabalho.

οικετης (oiketes) designa um escravo, algumas vezes sendo praticamente equivalente a δουλος (doulos). Geralmente, no entanto, como a etimologia do termo indica, significa um escravo como um membro da família, não enfatizando a ideia servil, mas antes a relação que deveria tender a suavizar a severidade de sua condição.

υπηρετης (huperetes) significa literalmente um remador inferior, e era usado para descrever um remador comum numa galera de guerra. É então usado, como no N.T., para indicar qualquer homem, não um escravo, que servia numa posição subordinada, sob um superior.

Na LXX ocorre 372 vezes, sendo alguns exemplos:

Sl. 89:50; 90:13; 90:16; 102:14; 102:28; 105:6; 105:17; 105:25; 105:26; 105:42; 109:28; 116:16; 119:17; 119:23; 119:38; 119:49;119:65; 119:76; 119:84; 119:122; 119:124; 119:125; 119:135; 119:140; 119:176; 123:2; 132:10; 134:1; 135:1; 135:9; 135:14; 136:22; 143:2; 143:12; 144:10; Pro_9:3; 30:10; Ecl 2:7; 5:12; 7:21; 10:7; Isa 14:2; 42:19; 45:14; 48:20; 49:3; 49:5; 49:7; 56:6; 63:17; 65:9; Jer 2:14; 7:25; 25:4; 29:19; 30:10; 33:21; 33:26; 34:11; 43:10; 46:26; 46:27; Lam 5:8; Eze 28:25; 34:23; 34:24; 37:24; 37:25; 38:17; Dan 3:26; 6:20; 9:6; 9:10; 9:11; 9:17; Joe 2:29; Amo 3:7; Jon 1:9; Ag. 2:23; 1:6; 3:8; Mal 1:6; 4:4;

No NT ocorre 125 vezes:

Mat 8:9; 10:24; 10:25; 13:27; 13:28; 18:23; 18:26; 18:27; 18:28; 18:32; 20:27; 21:34; 21:35; 21:36; 22:3; 22:4; 22:6; 22:8; 22:10; 24:45; 24:46; 24:48; 24:50; 25:14; 25:19; 25:21; 25:23; 25:26; 25:30; 26:51; Mar 10:44; 12:2; 12:4; 13:34; 14:47; Luc. 2:29; 7:2; 7:3; 7:8; 7:10; 12:37; 12:38; 12:43; 12:45; 12:46; 12:47; 14:17; 14:21; 14:22; 14:23; 15:22; 17:7; 17:9; 17:10; 19:13; 19:15; 19:17; 19:22; 20:10; 20:11; 22:50; Jo. 4:51; 8:34; 8:35; 13:16; 15:15; 15:20; 18:10; 18:18; 18:26; At 2:18; 4:29; 16:17; Rom 1:1; 6:16; 6:17; 6:20; 1Co 7:21; 7:22; 7:23; 12:13; 2Co 4:5; Gal 1:10; 3:28; 4:1; 4:7; Ef. 6:5; 6:6; 6:8; Fil 1:1; 2:7; Col 3:11; 3:22; 4:1; 4:12; 1Ti 6:1; 2Ti 2:24; Tit 1:1; 2:9; Flm 1:16; Tg 1:1; 1Pe 2:16; 2Pd. 1:1; 2:19; Jud 1:1; Ap 1:1; 2:20; 6:15; 7:3; 10:7; 11:18; 13:16; 15:3; 19:2; 19:5; 19:18; 22:3; 22:6;



No Antigo Testamento, a palavra hebraica normalmente usada é עבד (‘ebed) que vem do verbo עבד (‘abad) que significa trabalhar (Êx. 5:18), cultivar a terra (Gn. 2:5, 2:15), servir, ou trabalhar para outro (2Sa 16:19; Êx. 21:6), com a preposição ב se traduz “servir-se de” (Lv. 25:46), prestar serviço em um culto (Nm 3:7; 8:25), celebrar um rito – lit. la-avód et avodáh (Êx. 13:5), servir, render culto (2Rs 21:3; Ex. 3:12). — Perf. עָבַד; Impf. יַעֲבֹד; Impv. עֲבֹד, עִבְדוּ; Inf. עֲבֹד; Part. עֹבֵד; Const.pl. עֹבְדֵי.

Fonte -
https://bibliotecabiblica.blogspot.com/2013/03/escravo-servo-original-hebraico-grego.html#

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Reponda à pesquisa para suporte ao meu TCC na FTBB

Crie seu próprio questionário de feedback de usuário

domingo, 19 de março de 2017

O CRENTE CURIOSO: Mais mentiras e falácias Se isso fosse uma prega...

O CRENTE CURIOSO: Mais mentiras e falácias 

Se isso fosse uma prega...
: Mais mentiras e falácias  Se isso fosse uma pregação eu pediria para a assistência abrir as Escrituras no livro de Jó e leria este vers...

quarta-feira, 15 de março de 2017

terça-feira, 14 de março de 2017

É imprescindível estudar sempre!

E não há mais desculpa para não fazê-lo. Vejam só esse acervo disponível gratuitamente para download:

http://www.vivendopelapalavra.com/livros.html


"Cosmovisão: Kant havia definido o primeiro uso da palavra cosmovisão, ou o que era conhecido como o mais próximo disto, como a capacidade humana de perceber a realidade sensível, este seria um conhecimento inato a partir do qual todas as pessoas definem o restante de todas as coisas apreendidas. James Sire, na sua obra “Naming the Elephants” (Dando Nome aos Elefantes) foi quem definiu a cosmovisão da forma mais inteligível conhecida até os dias atuais:
James Sire (1933): “Uma cosmovisão é um compromisso, uma orientação fundamental do coração, que pode ser expresso como um conjunto de pressuposições (suposições que podem ser verdadeiras, parcialmente verdadeiras ou inteiramente falsas) que nós sustentamos (consciente ou subconscientemente, consistente ou inconsistentemente) sobre a constituição básica da realidade, e que fornece o fundamento sobre o qual nós vivemos, nos movemos e existimos”.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

COMPLEXIDADE E O PROBLEMA DO MAL

"Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar" ( Gn 4:7 )
http://www.estudobiblico.org/pt/detalhe/ver/o-pecado-jaz-a-porta-74
"... À pergunta “não poderia a quantidade de sofrimento humano que há no mundo ser reduzida?” Rescher responde:
É claro que poderia. Mas a pergunta é: a que custo? Ao custo de não haver um mundo? Ao custo de não haver seres humanos no mundo? Ao custo de todos os seres humanos serem ignorantes, áridos e desprovidos de inteligência? Ao custo de se ter apenas seres humanos sem empatia, simpatia e que se preocupem uns com os outros? A resposta  apropriada a todas essas perguntas é simplesmente: quem sabe? Ninguém é capaz de dizer com qualquer segurança que o custo de tal “aprimoramento” seria aceitável. Concedido, os aspectos negativos do mundo poderiam em teoria ser remediados. Mas para criar tal arranjo seria necessário aceitar uma gama total de aspectos negativos ainda maior. Uma reengenharia deste mundo seria algo além de nossa capacidade, sendo implausível que os defeitos do mundo poderiam ser eliminados através de reparos específicos. Dado tudo o que sabemos, defende Rescher, este seria de fato o melhor dos mundos possíveis.
O efeito gangorra, por outro lado, ocorre quando dois fatores positivos estão presos a uma relação em que não é possível obter ambos ao mesmo tempo (familiaridade vs. novidade, por exemplo), sendo necessário um trade-off entre eles, na medida em que um aprimoramento de um lado somente pode ser obtido pela piora do outro. Um exemplo de como esse tipo de efeito impede a obtenção de perfeição, restando optimização, é o sistema de justiça criminal..."

Uma análise a partir do Molinismo de Alvin Plantinga, disponível em http://repositorio.pucrs.br/dspace/handle/10923/6970#preview

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

"Have we lost the next generation?"

"...a Marxist dystopia or a libertarian paradise?" from one of the interesting comments on this article. Give it a try: https://mymorningmeditations.com/2017/01/03/have-we-lost-the-next-generation/

domingo, 1 de janeiro de 2017

Pirotecnia

Em festas de passagem de ano é comum nos encantarmos com a beleza fugaz dos fogos de artifício. Tudo na vida se resume nesse paradoxo que se nos apresenta já na gênese, na origem: Verdade versus Mentira.
“mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá”. (Gênesis‬ ‭2:17‬ ‭NVI‬‬)
Desde então temos nos deixado iludir, seduzir, enganar pelas pirotecnias, pelos artifícios, pelos engodos satânicos que facilmente nos envolvem e desviam da verdade pela vaidade dos nossos próprios pensamentos.
“Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela.” (Mateus‬ ‭7:13‬ ‭NVI‬‬)
Trata-se da tendência humana à perversão, à idolatria, ao egoísmo.
“Eles estão obscurecidos no entendimento e separados da vida de Deus por causa da ignorância em que estão, devido ao endurecimento do seu coração.” (Efésios‬ ‭4:18‬ ‭NVI‬‬)
Incapazes de discernir entre verdade e mentira, pois estando mortos em nossos delitos e pecados, prejudicados em nosso entendimento, com as mentes embotadas, não conseguimos mais ver claramente o que se passa conosco e com tudo o mais ao nosso redor.
“Então Ananias foi, entrou na casa, pôs as mãos sobre Saulo e disse: 'Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que apareceu no caminho por onde você vinha, enviou-me para que você volte a ver e seja cheio do Espírito Santo'. Imediatamente, algo como escamas caiu dos olhos de Saulo e ele passou a ver novamente. Levantando-se, foi batizado” (Atos‬ ‭9:17-18‬ ‭NVI‬‬)
Precisamos da ajuda do Senhor para restaurar nossa visão, fazendo cair as escamas dos nossos olhos, rasgando o véu que nos separa do essencial, restituindo-nos o verdadeiro discernimento entre o bem e o mal.
“E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”. (João‬ ‭8:32‬ ‭NVI‬‬).
A busca sincera pela verdade é o que mais nos aproxima de Deus, pois Deus busca os verdadeiros adoradores, que o adorem em espírito e em verdade.
“Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura. Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”.” (João‬ ‭4:22-24‬ ‭NVI‬‬)
Por outra via, buscando a verdade em amor, nos afastamos da mentira, da ilusão, da vaidade que facilmente nos seduzem.
“Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.” (Efésios‬ ‭4:15‬ ‭NVI‬‬)
Feliz ano novo vivendo em novidade de vida.
“De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.”
(‭‭Romanos‬ ‭6:4‬ ‭ARC95‬‬)