Frequência

Flag Counter

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Fórum: A Doutrina Social da Igreja...

Nada como se ter a capacidade de autocrítica. A iniciativa de se pensar a praxis do Evangelho é extremamente louvável e necessária. Será suficiente confessar a Cristo mediante um gesto, um levantar de mãos? Por outro lado, o ativismo religioso característico dos nossos dias, cujo afã não dá espaço nem vez à reflexão, será compatível com a proposta de Cristo? A contaminação ideológica na interpretação bíblica certamente não é desejável. Porém, a crítica marxista ao idealismo alemão, que relegava toda a relevância da mensagem para o além, também é incoerente com o caminhar de Jesus entre nós. Enfim, há que se pensar, repensar e completar a reforma ainda incompleta da IGREJA. Felizmente, resta-nos a certeza de que "as portas do inferno não prevalecerão contra a igreja de NSJC". Tal citação, contudo, sugere uma postura de vanguarda no ataque às hostes espirituais da maldade nos "lugares celestiais", conforme batalha anunciada em Efésios 6. "Porque, andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas; Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo;" (2 Coríntios 10:3-5) https://www.youtube.com/watch?v=Kvo5j0IFOfo

Nenhum comentário:

Postar um comentário