Frequência

Flag Counter

domingo, 16 de março de 2014

SUBSTÂNCIA

"Ora, a fé é a SUBSTÂNCIA das coisas esperadas, a prova das coisas não vistas." (Hebreus 11:1 TB10) "...Se um acidente tem em si sua razão de ser, é ele substância. Ora, os adversários da substância não afirmarão que aquele tenha razão de ser em si mesmo. Então onde estará sua razão de ser? Sustentada pelo nada? Sustentada por alguma coisa que seja seu sujeito de inesão? Então afirmará a substância. Todas as razões apresentadas padecem de fraqueza. O fato de não ser a substância objeto sensível, não implica a sua não-realidade. Seria mister provar, e o exigiríamos apoditicamente, que só pode ter realidade o que é objeto sensível. E .onde encontrariam a razão suficiente de tal afirmativa os sensistas? A substância é por nós captada numa experiência conjugada com a razão. Nós vemos esta casa, mas, na verdade, não vemos a casa, como não vê a casa um cão. A casa é algo que já implica uma esquemática mental. O que vemos são os acidentes, que tal casa mostra. Para dizermos que isto é uma caixa de fósforos, que aquilo é uma árvore, que esse animal é um cão, já penetram ai conceitos, esquemas eidético-noéticos diversos, uma operação mental superior. Os sentidos podem ser a fonte de nossos conhecimentos, ou melhor estes principiam ali, mas são estruturados, segundo a esquemática fundamental da nossa mente sem dúvida, que capta, nas coisas, o que estas têm de essencial, o que nelas permanece sendo o que elas são. Imobilidade e imutabilidade não são da essência da substância. Nem permanência se identifica com aquele conceito. Os erros, que surgem sobre a substância nascem dessas confusões originando outros. Alguns proclamaram, como uma sentença definitiva, que o movimento vibratório e o ondulatório demonstrou de vez a invalidade do conceito de substância, que os medievalistas haviam construído. Convém não esquecer que o vibratório e o ondulatório são de alguma coisa que vibra ou ondula, e não do nada..." Fonte:http://www.tirodeletra.com.br/ensaios/Dicionario-Substancia.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário