Frequência

Flag Counter

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Tema: Sou casa de Deus

Por Jessica Domingos dos Santos (minha filha)

A palavra de Deus em 1ª Coríntios 3:16 afirma: “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?”
Bem, se o Espírito de Deus habita em nós podemos dizer que somos morada de Deus, casa de Deus.
Pensando em tipos de casa, existem vários: palafitas, ocas, iglus, palácios, apartamentos, mansões, favelas e outras. Cada uma dessas moradias possuem suas características próprias. Por exemplo: as ocas e os iglus não possuem janelas.
Que tipo de casa somos?
E quais são nossas características?
(mostrar cartaz com vários tipos de moradias)
Enquanto vocês pensam sobre o assunto. Vamos continuar analisando...
Geralmente, uma boa casa precisa de no mínimo 5 partes:
1. A base – sustentação;
2. As paredes – proteção e aparência externa;
3. Janelas – entrada de ar e luz;
4. Portas – entrada e saída de pessoas;
5. Teto – proteção;

Obs.: Enquanto falo de cada parte da casa ilustrarei colocando parte por parte até formar a casa.

A primeira parte é a BASE de nossa casa. Em Mateus 7:24 “Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha”. A BASE da casa que devemos ser é a Palavra de Deus. Devemos sustentar as nossas vidas na palavra de Deus: escutando e praticando. Será que nossas vidas estão sustentadas na rocha? Estamos ouvindo e praticando a Palavra de Deus? Como anda a base da casa de Deus em sua vida?

A próxima parte são as paredes. Paredes servem para proteger, mas a proteção vamos deixar por conta do teto. Com relação as paredes vamos analisar a questão da aparência externa. As paredes falam para quem está de fora que tipo de morador habita naquela casa. Podemos dizer que as paredes são o nosso testemunho.
Mateus 5:16 – “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”
Como você tem cuidado de sua parede? Existe mofo? Teias de aranha? Ou a pintura está renovada? Há decoração na sua parede? Como tem sido o seu testemunho?

Seguindo a construção da casa que somos, temos as janelas. As janelas são importantes, pois são através delas que há entrada de ventilação e luz. Quando penso em janelas, lembro que gosto de ir até elas para admirar o belo que Deus fez (céus, pássaros etc), mas existem pessoas que vão até as janelas para fofocar ou vigiar a vida alheia. O que você faz na sua janela?
Em Salmo 147: 7 e 8
“Cantai ao SENHOR em ação de graças; cantai louvores ao nosso Deus sobre a harpa.
Ele é o que cobre o céu de nuvens, o que prepara a chuva para a terra, e o que faz produzir erva sobre os montes”
O Salmista nos ensina que a janela é lugar de louvor e adoração. E é por meio desse louvor e adoração que nós que somos a casa de Deus podemos nos encher de ar e luz.

Falaremos agora da porta. A porta está ligada a entrada e saída.
Em Provérbios 4:23 – “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”
O que tem entrado e saído pelas as portas da casa de Deus? O que tem passado pelo seu coração?
“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai”. Filipenses 4:8

Por último, temos o teto. O teto fala de proteção.
Salmo 18:2 “O Senhor é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza, em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio.”
Onde você tem se protegido das chuvas, do sol? Em quem você tem buscado proteção?

Agora que já sabemos o que nossa casa precisa ter. Voltemos a pensar que tipo de casa somos...
Em Marcos 16:15 – “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. Deus nos ensina que somos uma casa móvel. Levamos a presença de Deus onde formos.

Como você tem cuidado da casa de Deus que é você?

Nenhum comentário:

Postar um comentário