Frequência

Flag Counter

quarta-feira, 19 de maio de 2010

No Brasil, futebol é religião

No Brasil, futebol é religião - por Ed Rene Kivitz
09/04 | publicação tipo: Mensagens

Os meninos da Vila pisaram na bola. Mas prefiro sair em sua defesa. Eles não erraram sozinhos. Fizeram a cabeça deles. O mundo religioso é mestre em fazer a cabeça dos outros. Por isso cada vez mais me convenço que o Cristiaa defesa. Eles não erraram sozinhos. Fizeram a cabeça deles. O mundo religioso é mestre em fazer a cabeça dos outros. Por isso cada vez mais me convenço que o Cristia categorias da religião.

A religião está baseada nos ritos, dogmas e credos, tabus e códigos morais de cada tradição de fé. A espiritualidade está fundamentada nos conteúdos universais de todas e cada uma das tradições de fé.

Quando você começa a discutir quem vai para céu e quem vai para o inferno, ou se Deus é a favor ou contra à prática do homossexualismo, ou mesmo se você trem que subir uma escada de joelhos ou dar o dízimo na igreja para alcançar o favor de Deus, você está discutindo religião. Quando você começa a discutir se o correto é a reencarnação ou a ressurreição, a teoria de Darwin ou a narrativa do Gênesis, e se o livro certo é a Bíblia ou o Corão, você está discutindo religião. Quando você fica perguntando se a instituição social é espírita kardecista, evangélica, ou católica, você está discutindo religião.

O problema é que toda vez que você discute religião você afasta as pessoas umas das outras, promove o sectarismo e a intolerância. A religião coloca de um lado os adoradores de Allá, de outro os adoradores de Yahweh, e de outro os adoradores de Jesus. Isso sem falar nos adores de Shiva, de Krishna e devotos do Buda, e por aí vai. E cada grupo de adoradores deseja a extinção dos outros, ou pela conversão à sua religião, o que faz com que os outros deixam de existir enquanto outros e se tornem iguais a nós, ou pelo extermínio através do assassinato em nome de Deus, ou melhor, em nome de um deus, com d minúsculo, isto é, um ídolo que pretende se passar por Deus.

Mas quando você concentra sua atenção e ação, sua práxis, em valores como reconciliação, perdão, misericórdia, compaixão, solidariedade, amor e caridade, você está no horizonte da espiritualidade, comum a todas as tradições religiosas. E quando você está com o coração cheio de espiritualidade, e não de religião, você promove a justiça e a paz. Os valores espirituais agregam pessoas, aproxima os diferentes, faz com que os discordantes no mundo das crenças se deem as mãos no mundo da busca de superação do sofrimento humano, que a todos nós humilha e iguala, independentemente de raça, gênero, e inclusive religião.

Em síntese, quando você vive no mundo da religião, você fica no ônibus. Quando você vive no mundo da espiritualidade que a sua religião ensina – ou pelo menos deveria ensinar, você desce do ônibus e dá um ovo de páscoa para uma criança que sofre a tragédia e miséria de uma paralisia mental.

Ed René Kivitz, cristão, pastor evangélico, e santista desde pequenininho.

Publicado em 09/04/2010 - 10:22
Disponível em: http://www.novo-tempo.com/capa/ver.php?t=31&id=396

terça-feira, 11 de maio de 2010

Cobelligerance! Afinal o que é isso?

O que significa ser cobeligerante afinal, já que me defini assim no perfil?

A verdade é que não me identifico com a política partidária por ser avesso ao sectarismo, postura exemplificada no discurso de Paulo aos Coríntios que se presumiam melhores que os outros. Tudo se encaixa como uma luva no momento atual da política nacional. Todo extremismo partidário é nocicional. Todo extremismo partidário é nociA1 alternativas válidas de engajamento:

http://www.estudosdabiblia.net/a15_23.htm

“E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”. (Romanos 12:2)

Para saber mais:
http://www.gbu.pt/conteudos/SystemPages/page.asp?art_id=41

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Deixado para trás

05 de Maio de 2010

“Perguntou Samuel a Jessé: Acabaram-se os teus filhos? Ele respondeu: Ainda falta o mais moço, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda chamá-lo, pois não nos assentaremos à mesa sem que ele venha.” (1 Samuel 16:11 ARA)

Meu irmão, você pode ser deixado para trás pelas pessoas, pela família, pelo profeta e até mesmo em momentos importantes. Mas Deus não permitirá que você seja esquecido nem deixado para trás por Ele. Davi não foi chamado para a reunião do avivamento na casa do seu pai, só os irmãos dele foram chamados. Ali estava o profeta, a presença de Deus, os pais, os empregados, havia óleo de unção, havia tudo de bom ali. Mas Davi ficou de fora.

Deus providenciou que o profeta Samuel não se contentasse com o que os seus olhos pudessem ver, a ponto de perguntar a Jessé se os filhos haviam acabado, pois a palavra que lhe fora dada era no sentido de que o ungido seria um dos filhos dele. Não vamos nem comer enquanto não vier aquele que falta vir, em outras palavras. Meu querido, muitas vezes o deixado para trás fui eu ou pode ter sido você. Mas não se preocupe, o óleo não será derramado sobre a cabeça errada nem a festa se iniciará, até que a pessoa certa seja trazida.

Nada sutil o detalhe de que tiveram de buscá-lo, pois ele estava ocupado, assim como Pedro pescando, Mateus cobrando impostos ou Gideão malhando trigo. Ocupado não é esquecido, é apenas ocupado. Deus te desocupará no tempo Dele para ser ungido, se isso for para ser feito. Ninguém será deixado de lado se o Senhor estiver no controle.

Aprenda a confiar que mesmo seu profeta sendo falho como Samuel era falho, todos pensando da forma errada como os filhos de Jessé pensaram que eram os ungidos, mesmo que até seus pais o deixem por último e praticamente descartado.

A unção da sua cabeça não vai parar na cabeça de mais ninguém, portanto trabalhe e confie no Senhor. Apenas fique atento quando lhe chamarem, talvez no meio de uma tarefa simples do cotidiano, pois pode ser a sua vez.

“Senhor, te glorifico e bendigo Teu nome porque o Senhor atenta para mim e para meu destino. Obrigado por ter promessa sobre a minha vida. Obrigado por me permitir confiar em Ti e saber que estou seguro Contigo.”

Mário Fernandez

Deixe o seu comentário no site: http://www.ichtus.com.br/dev/2010/05/04/deixado-para-tras/


Fonte:
E-mail de iG Mail - [ICHTUS] 05/05/2010 Deixado Para Trás - dartagnan@ig.com.br