Frequência

Flag Counter

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Sitio

Adélia Prado Igreja é o melhor lugar. Lá o gado de Deus para pra beber água, rela um no outro os chifres e espevita seus cheiros que eu reconheço e gosto, a modo de um cachorro. é minha raça,estou em casa como no meu quarto. Igreja é a casamata de nós. Tudo lá fica seguro e doce, tudo é ombro a ombro buscando a porta estreita. Lá as coisas dilacerantes sentam-se ao lado deste humaníssimo fato que é fazer flores de papel e nos admiramos como tudo é crível. Está cheia de sinais,palavra,cofre e chave, nave e teto aspergidos contra vento e loucura. Lá me guardo, lá espreito a lâmpada que me espreita, adoro o que me subjuga a nuca como a um boi. Lá sou corajoso e canto com meu lábio rachado: glória no mais alto dos céus a Deus que de fato é espirito e não tem corpo, mas tem o olho no meio de um triângulo donde vê todas as coisas, até os pensamentos futuros. Lugar sagrado,eletricidade que eu passeio sem medo. Se eu pisar, o amor de Deus me mata. Fonte: <https://projetosilva.wordpress.com/2014/03/21/sitio-adelia-prado/comment-page-1/#comment-6>

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Gnosticismo

Adauto Santos Gnosis, do grego: "O termo gnose deriva do termo grego "gnosis" que significa "conhecimento". É um fenômeno de conhecimento espiritual vivenciado pelos gnósticos (cristãos primitivos sectários do gnosticismo). Para os gnósticos, gnose é um conhecimento que faz parte da essência humana. É um conhecimento intuitivo, diferente do conhecimento científico ou racional." Fonte: https://www.significados.com.br/gnose/. Gnosticismo é um conjunto de correntes filosófico-religiosas sincréticas que chegaram a mimetizar-se com o cristianismo nos primeiros séculos de nossa era, vindo a ser declarado como um pensamento ... Wikipédia Alma, termo equivalente do hebraico 'néphesh', do grego 'psykhé' e, ainda, do latim 'animu' (ou anima): princípio vital, fôlego de vida.Seria a fonte da vida de cada organismo, sendo eterna e separada do corpo.[3] Alma não é o mesmo que espírito. Na religião, possui grande importância, conferindo, ao indivíduo, a capacidade de fazer e viver coisas e momentos complexos. Foi discutida e citada na filosofia[4]. Fonte: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Alma Espírito, do hebraico 'ruach': palavra em hebraico que no Velho Testamento é utilizada em referência à ideia de espírito é ruach, que também tem significado de “vento” ou “sopro”. Nos textos mais antigos, o termo “espírito” é empregado para descrever a essência que Deus transmite aos homens e, mais tarde, ele é definido como o fator que torna cada um de nós um indivíduo único. também do grego 'pneuma': "Já no Novo Testamento, o vocábulo em grego que remete à noção de espírito é pneuma e, neste caso, a tradução está associada à ideia de espírito que se volta para Deus — ou se afasta dele! — e é libertado da carne depois da morte. Assim, o “espírito” é aquele que nos conecta ao criador, e é através dele que qualquer mortal crente poderá se unir ao espírito do Senhor com quem se tornará um só." Fonte:https://m.megacurioso.com.br/religiao/57693-voce-sabe-qual-e-a-diferenca-entre-espirito-e-alma.htm Contextualização Histórica: Vide:http://www.revistajesushistorico.ifcs.ufrj.br/arquivos4/4Pedro%20Paulo.pdf Bíblica: “epignosis” = “pleno, completo conhecimento” benefícios: Colossenses 1.9,10 (finalidade); 2.2-3,10 (fonte); 3:10 (transformação de vida); Jeremias 9:23-24 (glória); Filipenses 3:10 (experiência relacional com Cristo), 1 Coríntios 1:5 (plenitude); 8:1-2 (propósito); 13:8-9 (progressivo); Filipenses 1:9 (amor, vide também 1 Cor. 13); Salmos 119:66 (fé) Oséias 6:6 (religiosidade vã); Lucas 9:47 (discernimento espiritual); 1 João 2:14 (vitória contra o maligno) 4:16 (perseverança); João 14:17 (Deus conosco); 1 Coríntios 14:6 (clareza e edificação); Provérbios 2:10 (incorporação); 20:15 (valor); 2 Coríntios 2:14 (fragrância); 2 Pedro 1:8 (produtividade). Riscos: Gênesis 2:17 (morte); Isaías 44:25 (loucuras); Eclesiastes 1:16 (jactância); Isaías 47:10 (soberba e ruína). [28/8 11:14] adautocs1: A base bíblica para estudo do tema está nos escritos do Novo Testamento, pois desde o primeiro século os apologetas cristãos lidaram com influências gnósticas em comunidades cristãs ainda nascentes. A primeira epístola atribuída ao Apóstolo João, a de Judas e diversas abordagens do Apóstolo Paulo enfrentaram o problema. Pós-modernamente, apesar dos recorrentes recrudescimentos do tema, os evangelistas têm sido mais confrontados pelo Agnosticismo: "substantivo masculino, fil. doutrina que reputa inacessível ou incognoscível ao entendimento humano a compreensão dos problemas propostos pela metafísica ou religião (a existência de Deus, o sentido da vida e do universo etc.), na medida em que ultrapassam o método empírico de comprovação científica." Fonte: Apostila PANORAMA BÍBLICO - NT pág. 9.

terça-feira, 13 de junho de 2017

Questionário de avaliação

domingo, 4 de junho de 2017